O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, está internado desde a noite de sexta-feira em um hospital em São Paulo. O dirigente se sentiu mal, com um quadro de hipertensão, e foi levado para realizar exames. Ele continua em observação, passa bem, mas continuará em repouso até que receba alta dos médicos.

O problema de saúde obrigou Roberto de Andrade a cancelar um encontro com conselheiros marcado para este sábado. O presidente também não deve ir ao estádio Itaquerão, em São Paulo, onde o time joga a partir das 21 horas contra o Atlético Paranaense, pelo Campeonato Brasileiro, em confronto direto por vaga na Copa Libertadores do ano que vem.

Na última semana, o dirigente enfrentou graves problemas internos. Um grupo de conselheiros da oposição protocolou um pedido de impeachment. Além disso, Roberto de Andrade tem de lidar com cobranças para solucionar o problema de salários atrasados do elenco, fora a crise de relacionamento com a construtora Odebrecht pela construção do novo estádio do clube.

Roberto de Andrade foi eleito para o cargo do Corinthians em fevereiro de 2015, como sucessor do aliado político Mário Gobbi, para quem trabalhou como diretor de futebol. O mandato do atual presidente vai até fevereiro de 2018.