O Internacional sofreu a quarta derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro na última quinta-feira, ao cair por 3 a 1 diante do Vasco em Macaé. O resultado aumentou a pressão sobre o técnico Dunga, que já vinha sendo muito cobrado pela torcida. Mesmo com a sequência negativa, o presidente do clube, Giovanni Luigi, garantiu a permanência do treinador, pelo menos por enquanto.

“O Dunga permanece, por enquanto permanece. Conversamos sobre todos os jogos e a avaliação da partida de hoje (quinta) e das últimas também serão feitas junto com o departamento de futebol”, afirmou o presidente, insatisfeito com a campanha do Inter, que é apenas o décimo na tabela, com 34 pontos.

Apesar de garantir a permanência momentânea de Dunga, Giovanni Luigi admitiu que fará uma reunião para definir o futuro do clube. “Haverá uma reunião, como sempre tem. Vamos deixar passar algumas horas, não é momento de tomar nenhuma medida de cabeça quente. Lamentavelmente o Inter teve uma atuação ruim, o que não faltou foi vontade, no mais teve um desempenho aquém do que pode.”

Mesmo tentando colocar panos quentes na situação, o presidente não escondeu a insatisfação. “Logicamente ninguém está satisfeito com o jogo de hoje (quinta) e com as últimas partidas, mas vamos agir com prudência. Primeiro vou conversar com a comissão técnica, com a direção de futebol para fazer uma análise com cuidado.”

O próprio Dunga demonstrou abatimento com o momento e admitiu não saber como buscar a reação, mas prometeu seguir trabalhando. “Por mais que falem, poucas pessoas sabem a dor que eles (jogadores), eu e a comissão técnica sentimos. Quem mais sente somos nós, mas somos nós que precisamos resolver a situação. Todos nós temos a consciência de que temos que continuar trabalhando. É daqui de dentro que tem que sair a solução”, apontou.