O atacante brasileiro Robinho, do Manchester City, disse que Rámon Calderón, presidente do Real Madrid, sua ex-equipe, “não sabe nem o que é o futebol”. “Eu estava concentrado no Madrid, mas me consideraram uma moeda de troca. E como os dirigentes não foram corretos comigo, eu também não fui com eles”, disparou o craque.

Entrevistado pelo jornal espanhol El País, o jogador disse que não vê importância nos argumentos usados pelo presidente do Real para justificar sua saída do clube merengue. “Não me importa nada o que diz um dirigente como ele. À parte que (Calderón) não entende nada de futebol, só me interessam os torcedores que vão ao estádio e entendem o jogo”, disse Robinho. “E Calderón não sabe nem o que é futebol”, acrescentou o craque ex-Santos.

O atacante, de 24 anos, disse acreditar que o Real Madrid está pagando “erros de planificação” na temporada, para a qual não contrataram “nada”. Desde sua chegada na Inglaterra, Robinho já marcou 9 gols em 16 jogos pelo Manchester City, que ocupa a 17º colocação no Campeonato Inglês, somando 18 pontos.