Ao mesmo tempo em que pode encaminhar a sua classificação para a próxima fase do Campeonato Paranaense, o Atlético entrará em campo hoje, contra o Maringá, no Ecoestádio, mais uma vez pressionado e com a obrigação de vencer se não quiser ficar fora da área de classificação ao final da primeira etapa do Estadual. O início irregular do time atleticano no certame está pesando na reta final do Ventania na luta para conseguir uma das vagas nas quartas de final da competição.

“O jogo contra o Maringá é importante, assim como todos foram até agora. A gente não estava bem na tabela e não estava conseguindo bons resultados, apesar de estar produzindo um bom futebol. Agora os resultados chegaram e temos esse jogo difícil contra o Maringá, que não está lá em cima da tabela a toa. Mas confiamos na qualidade da nossa equipe e vamos trabalhar para conseguir a vitória”, frisou o zagueiro Ricardo Silva.

Apesar de o Atlético ainda correr o risco de ficar fora da fase decisiva do Campeonato Paranaense e de disputar o torneio da morte para escapar do rebaixamento, Ricardo Silva ressaltou que o time rubro-negro está evoluindo no momento crucial da competição estadual. “Vamos buscar duas vitórias nos dois últimos jogos e demonstrar um bom futebol. Vamos buscar evoluir cada vez para que a gente chegue nas fases finais voando. O time encaixou na hora certa, na hora que mais precisa, que é na reta final. Nosso objetivo primeiro é classificar e depois chegar na final para buscar o título”, arrematou o defensor atleticano.

Risco x oportunidade

Se não vencer o Maringá, o Atlético corre o risco de chegar para o clássico contra o Paraná, na última rodada, fora da área de classificação e precisando vencer para se classificar. Uma vitória sobre o time maringaense deixará o Ventania, que até três rodadas atrás lutava para sair das últimas posições, mais próximo de conseguir a vaga entre os oito melhores do Campeonato Paranaense.