A Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf, na sigla em inglês), órgão responsável pelo esporte, anunciou nesta quarta-feira, a adoção de tolerância zero contra a queimada de largada. A partir de 2010, o atleta que largar antes do disparo inicial será eliminado.

Até agora, apenas o atleta que queimasse a segunda largada era eliminado, independentemente de quem tivesse cometido o erro na primeira tentativa. A decisão foi aprovada no primeiro dia do congresso técnico da Iaaf, realizado em Berlim, onde será disputado o Mundial de Atletismo.

“É preciso mudá-la [a regra] no próximo ano, porque todos terão tempo suficiente para se adaptar com tempo até Daegu”, afirmou Lamine Diack, presidente da Iaaf, se referindo ao Mundial de 2011, que será disputado na cidade sul-coreana.

Jorge Salcedo, chefe da comissão técnica da Iaaf, acredita que o atual sistema favorece a trapaça, já que, em sua opinião, alguns atletas queimam a primeira largada para pressionar os adversários. “Há atletas que fazem isso de propósito”, disse.