Os dois primeiros e o sétimo páreos de sexta-feira foram vencidos por alunos da escola de aprendizes, que conseguiram a primeira vitória, para alegria do professor Lauro José de Lima. As corridas foram realizadas em pista encharcada e, devido mau tempo, muitos turfistas deixaram de comparecer ao Jockey Club.

Luciane Andrade esteve bem na direção de Koemby, que confirmou seu favoritismo na prova de abertura do programa, decidindo a corrida nos 300 finais, com Guasqueira atrasando-se para segundo. Koemby, do Stud Apela, foi apresentado em boa forma por Pedro Nickel Filho.

Fine Mountain

A segunda prova merece destaque especial porque Rafael Rosário, aprendiz que veio da Fazenda Rio Grande, conseguiu sua primeira vitória de maneira sensacional. Correu na última colocação, enquanto Artepraça regulou o ritmo da corrida. Na reta, porém, Fine Mountain atropelou com vigor, para conseguir bonita vitória, com Artepraça atrasando-se para segundo. Fine Mountain, do Stud Apela, foi apresentado por Pedro Nickel Filho.

Thor Storm

A terceira prova foi vencida por Thor Storm, que na corrida anterior não havia confirmado as esperanças de seus responsáveis. Desta vez, porém, assumiu a ponta nos primeiros metros, seguindo fácil até o final, sem ser ameaçado por Skiathov, que formou a dupla. Thor Storm, de propriedade de Aldo Sill, foi apresentado por Carlos Pereira Gusso e dirigido por José Lopes Cardoso.

Le Dutchman

A quarta prova foi vencida por Le Dutchman, que destacou-se de seu rivais e seguiu fácil até o final, demonstrando muita velocidade, ganhando fácil de Ardor. Le Dutchman, sob os cuidados de Ivo Oliveira e dirigido por Leandro Chimenes, defendeu as cores de Acidâlia Ferreira de Sousa.

Dona Encrenca

A quinta prova foi vencida por Dona Encrenca. Velazques e Minneápolis brigaram pela ponta, mas na reta modificou-se o panorama da corrida. Dona Encrenca ganhou em difícil final de Guardião do Rei. Dona Encrenca, do Stud Santuário 2, apresentada por Mário Aparecido dos Santos, recebeu a direção de Cristiano Martins.

Monyaguá Glory

Confirmando seu favoritismo, Monyaguá Glory venceu fácil a sexta prova. Lobo Cateto correu na ponta, mas esmoreceu no final, sendo dominado por Monyaguá Glory, com Groovito e Efusion nas posições imediatas. Monyaguá Glory, de Eloi José Quege foi apresentado por Antenor Menegolo Neto e dirigido por Fábio Stinghen.

Landmann

Bem dirigido por Diogo Shibata Costa, que obteve sua primeira vitória, Landmann venceu a sétima prova, Correu na ponta e ameaçado por Bajado del Cielo seguiu até o final. Landmann, do Stud Evolution, foi apresentado por Pedro Ni-ckel Filho.

Triumphal Slew

A oitava prova marcou difícil vitória de Triumphal Slew, que derrotou Martinhense e Rimba em difícil final. O defensor do Stud Bons Ventos, apresentado por Luiz Roberto Feltran, recebeu a direção de Leandro Chimenes.

Corporate Banker

A penúltima prova foi vencida de maneira sensacional por Corporate Banker. Depois de dominar Dragon Virtual e Cosmopolitan, o pilotado de R.Oliveira defendeu-se do ataque de The Gipsy, com Cosmopolitan atrasando-se para terceiro. Corporate Banker, apresentado por Luiz Roberto Feltran, defendeu a farda do Stud Lu e Léo.

Dama da Arte

Dama de Arte, de Gelson Luiz Cima, dirigido por V.L.Medeiros, estreou com vitória, sob os cuidados de Ricardo Bueno Colombo, mas não foi fácil, pois no final recebeu forte ataque de Humilde Senhor, que formou a dupla com Kenesiano na terceira colocação.