Allan Costa Pinto
Blessed John, apresentado por Altair Chioratto, defenderá a farda do Haras Áustria, com chance de vitória no sexto páreo.

Apresentamos a seguir nossas primeiras considerações sobre as corridas de amanhã que, de um modo geral, apresentam-se equilibradas, especialmente as quatro reservadas para produtos de dois anos de idade hípica.

 A primeira prova apresenta-se com sete potrancas de dois anos, sendo quatro estreantes. Flor Exótica, que estreou com bom segundo, é a favorita e ainda conta com o reforço da estreante Galheta, não sendo surpresa se vingar a dobradinha do treinador Roberto Feltran, figurando como diferença da parelha Ubergang, que chegou em terceiro na estréia.

A segunda prova, com seis produtos de três anos, promete movimentada decisão, figurando como forças Galão de Craque e Xeque Árabe, mas lembramos que Don Dot também agradou nas duas últimas apresentações, podendo sem surpresa conseguir sua primeira vitória.

A terceira prova também é de difícil prognóstico. Três competidores merecem destaque, podendo qualquer um deles atuar como favorito: Zurbaran, La Doly e Promovida, mas o estreante Resolvido Lark está muito falado e também tem chance vencer logo na primeira.

 Onze produtos de dois anos participarão do quarto páreo, entre os quais seis estreantes. Mimoso, vindo de duas boas atuações, pode ser o favorito, mas terá que correr muito para derrotar Ragioniere, Dr. Flash e Ptcruiser, que são estreantes de boa categoria, podem vencer logo na primeira.

Outra Máquina, vindo de vitórias, aqui e em São Paulo, é o destaque do quinto páreo, figurando a dupla como indicação mais difícil. Futuro da Noite, Obsessão e Festividade Máxima, aparentemente, são os maiores rivais de Outra Maquina, podendo qualquer um deles escoltar a pilotada do aprendiz W. Santiago, que veio de São Paulo para exercer suas atividades no Tarumã.

Trampolino, que vinha de três vitórias na Gávea, estreou vencendo com facilidade no Tarumã. Deve conseguir novo triunfo. Figuram como forças imediatas O?Clock, Javanês e Quem Sabe, este estreando aqui, vindo boas atuações em São Paulo. Chegou em terceiro, depois de conseguir boa vitória. A decisão da dupla não será fácil.

A sétima prova promete movimentada decisão. Apô Afonjá, Scholastic, Casiraghi e a forte parelha Anis da Guanabara/Expresso estão bem credenciados pelo retrospecto. Qualquer um deles pode confirmar as esperança de seus responsáveis.

O Prêmio Gilberto Storelli, que ganha importância pela justiça da homenagem, apresenta-se com nove produtos de dois anos, sendo cinco inéditos. Nestas primeiras considerações, destacaremos como forças Hollis, Sol de Toscana, Spend A Buck e a parelha Tarço/Tastro.

O nono páreo, com nove produtos de dois anos, também promete difícil decisão, mas nestas primeiras considerações vamos destacar, pelo retrospecto, Scotch, Ubermacht e Radioamador, mas o estreante Caro Fahim também tem muita chance.

A penúltima prova apresenta-se sem forças destacadaS, figurando Nasa Glory, que vem de três segundos, mas outros competidores também figuram com chance: estão bem credenciados para este compromisso La Kelly, Taquara Verde e Scooby.

A reunião será encerrada com uma prova de Claiming, na qual onze animais prometem movimentada decisão. Pela categoria, The Gipsy deve correr como favorito, figurando como seus maiores rivais Famosos Líder, Receive, Scotland Again e Pepi Luci.