O Prudente obteve um efeito suspensivo nesta quarta-feira e recuperou, ainda que provisoriamente, os três pontos perdidos na tabela do Campeonato Brasileiro, por ter escalado irregularmente o zagueiro Paulão no início da competição.

Com a decisão, o time do interior paulista voltou a somar oito pontos, agora fora da zona de rebaixamento, até que o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgue o caso. O novo julgamento ainda não tem data marcada. O Prudente retomou os pontos graças à decisão favorável do auditor Flávio Zveiter.

O Prudente recebeu a punição por causa da escalação irregular de Paulão na partida contra o Flamengo no dia 23 de maio. O zagueiro não podia entrar em campo por ter sido suspenso por dois jogos, após ser expulso no jogo contra o Avaí, no dia 9.

A suspensão por duas partidas foi decidida no dia 21 pelo STJD. Dessa forma, Paulão não poderia enfrentar o Atlético Mineiro, na rodada seguinte, e o Flamengo, na sequência – os cariocas acabaram vencendo por 3 a 1. A diretoria do Prudente alegou que não foi informada sobre a suspensão de dois jogos antes do confronto com o Flamengo.

A escalação gerou ao time uma punição no artigo 214 (incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. A equipe perdeu três pontos na tabela e ainda foi multada em R$ 1 mil.