O queniano Dennis Kimetto cravou o novo recorde mundial da maratona ao vencer a 41ª edição da tradicional prova de Berlim, na manhã deste domingo. O atleta de 30 anos marcou 2h02min57s, superando em mais de 20 segundos o tempo anterior, de 2h03min23s, que pertencia ao também queniano Wilson Kipsang Kiprotich.

Kimetto não foi o único a superar o recorde anterior. Emmanuel Mutai, outro corredor do Quênia, também correu abaixo da marca, ao completar a prova em 2h03min13s. Kimetto e Mutai fizeram grande duelo durante a maratona até que o primeiro conseguiu abrir vantagem a partir do 38º quilômetro.

“Eu estou me sentindo muito bem. Hoje foi um grande dia para mim”, comemorou o novo recordista mundial, logo após finalizar a prova. “Os fãs me deram confiança e eu acreditei que podia fazer isso”, declarou. “A corrida foi muito dura, lutei bastante, mas o melhor venceu”, disse Mutai.

O recorde anterior da prova também havia sido batido na Maratona de Berlim, famosa por registrar os melhores tempos da história pelas características do traçado. Ao todo, a corrida alemã concentra oito dos 11 melhores tempos da história – as quatro melhores marcas do mundo foram registradas lá.