No fim da tarde desta segunda-feira (10), o atacante Rafael Moura foi julgado no pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela expulsão no jogo frente ao Cruzeiro, na vitória atleticana por 1 a 0, no dia 25 de outubro. Por maioria de votos, os auditores do STJD absolveram o atacante do Atlético. O He-man estava incluso no artigo 250, que previa pena de um a três jogos de suspensão.

O jogador vem sendo um dos destaques do time nas últimas rodadas e vem marcando gols decisivos, que ajudaram o Furacão a escapar da zona de rebaixamento. Nas vitórias magras contra Cruzeiro e Sport, Rafael Moura foi o autor dos gols que decretaram a vitória rubro-negra por 1 a 0. No sábado contra o Figueirense, o atacante fez o segundo gol que deu a tranqüilidade necessária ao time para administrar o resultado.

Com a absolvição do atacante polêmico, Geninho poderá repetir o mesmo time que venceu os catarinenses para o jogo contra o Vitória, domingo, às 19h10 na Arena da Baixada. Contundo, o técnico atleticano deverá sacar Chico e colocar o zagueiro Gustavo Araújo, que volta de suspensão.