Nesta semana o espanhol Rafael Nadal adiou o seu retorno às quadras alegando febre alta causada por indisposição estomacal. Segundo o site norte-americano Tennisworld, porém, a real motivação do número quatro do mundo seria o rompimento de seu contrato com a IMG, empresa de marketing responsável por coordenar sua carreira.

Segundo o site, Nadal teria decidido gerir sua própria carreira. Atualmente, todas as decisões comerciais relacionadas ao espanhol são tomadas junto ao pai, Sebastian, e o agente da IMG, o ex-tenista espanhol Carlos Costa. Por conta disso, Nadal não estaria disposto a disputar o torneio-exibição de Abu Dhabi, competição organizada justamente pela IMG.

Recentemente, a empresa perdeu outro grande nome do tênis, após Roger Federer desligar-se de sua coordenação. Desde então, o número 2 do mundo não foi convidado para participar do mesmo torneio de Abu Dhabi, com a alegação que a prioridade eram os campeões do ano anterior e o suíço não havia conquistado a competição.

Além disso, Federer, que completou 31 anos em 2012, usou do seu direito de não ter mais a obrigação de disputar os Masters 1000 para somar pontos em outros torneios desistindo da edição de Miami, um dos mais importantes do circuito, também organizado pela IMG.

Apesar de perder Federer e correr o risco de não mais gerenciar a carreira de Nadal, a IMG possui ainda os direitos das carreiras de Maria Sharapova e do recém-contratado Novak Djokovic.