O técnico Cristóvão Borges terá problemas para escalar o Fluminense na partida desta quarta-feira com o Santos, na Vila Belmiro, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Afinal, o departamento médico confirmou nesta terça-feira as ausências dos volantes Rafinha e Diguinho e do meia Cícero, todos eles contundidos.

Cícero continua em recuperação de dores na coxa direita, enquanto o problema de Diguinho é um edema na coxa esquerda, mesmo local das dores de Rafinha. Volante de origem, Rafinha, aliás, era a primeira opção de Cristóvão para a lateral direita do Fluminense diante do Santos, pois o titular Bruno está suspenso, mas agora o treinador terá que encontrar outro substituto – a improvisação do volante Jean é a sua principal opção, o que abriria espaço para a entrada de Valencia no meio-de-campo.

Além do trio de meio-campistas lesionados e de Bruno, outro desfalque do Fluminense diante do Santos é o atacante Fred, que vai cumprir suspensão automática. Nesse caso, Rafael Sóbis deve ganhar uma chance no setor ofensivo. Assim, o time pode entrar em campo com a seguinte formação: Diego Cavalieri; Jean, Guilherme Mattis, Marlon e Chiquinho; Valencia, Edson, Conca e Wagner; Rafael Sobis e Walter.

Nesta terça-feira, o elenco do Fluminense realizou um trabalho recreativo nas Laranjeiras em que a principal novidade foi a presença do zagueiro Gum, recuperado de fratura na fíbula da perna esquerda, mas que ainda não está liberado para voltar ao time. O lateral-direito Renato também retornou aos treinos após se recuperar de lesão. Após o recreativo, ele fez trabalhos físicos junto de Bruno, Fred e Gum.

Com 45 pontos, o Fluminense é o oitavo colocado no Campeonato Brasileiro e precisa vencer o Santos, em sétimo lugar, também com 45 pontos, para ultrapassá-lo e se aproximar do G4, grupo dos times que se classificam para a próxima Copa Libertadores.