Boas ondas de 1,5m a 2,0m de altura inauguraram a temporada 2006 do ASP Fosters World Championship Tour, ontem na Austrália. O heptacampeão mundial, Kelly Slater, realizou a melhor apresentação nas longas direitas de Snapper Rocks, totalizando imbatíveis 18,40 pontos de 20 possíveis, com um juiz dando até um dez na maior nota do primeiro dia do Quiksilver Pro na Gold Coast.

Depois, ele foi comentar as baterias e ficou na locução até a brilhante estréia de Adriano de Souza no grupo de elite do surfe mundial. Ele arrancou uma nota 9 e muitos elogios na segunda vitória verde-amarela no WCT 2006. O carioca Raoni Monteiro tinha acabado de conquistar a primeira, na disputa anterior, e os outros seis brasileiros vão ter que encarar a repescagem para alcançar a terceira rodada do primeiro desafio do ano, que está sendo transmitido ao vivo pelo Sportv e pelo www.aspworldtour.com.

Logo depois de Raoni liquidar o australiano Jake Paterson e o norte-americano Bobby Martinez com notas 6,33 e 7,17 seguidas no meio da bateria, foi iniciada a da aguardada estréia de Adriano de Souza, até pelo número 1 do mundo Kelly Slater, que destacava a radicalidade e velocidade que o campeão mundial do WQS aplicava nas manobras nas longas direitas de Snapper Rocks. Após um início um pouco nervoso nas três primeiras ondas que pegou, Mineirinho entrou na briga contra o melhor estreante da última temporada.

O havaiano Frederick Pattachia já tinha computado uma nota 7,17 e a primeira boa do brasileiro foi atacada com fortes rasgadas e batidas e finalizada com um floater seguido por um snap invertendo toda a direção da manobra, numa apresentação que valeu 7,33 pontos. A segunda não demorou, mas depois de uma linda rasgada no lip da onda ela fechou, no entanto a nota 3,13 foi suficiente para assumir a liderança.

O californiano Chris Ward ficou fora da briga pela vitória, que acabou confirmada para Adriano de Souza quando ele pegou outra ótima direita, que abriu até um tubo depois de dois snaps fantásticos e ainda deu tempo para acertar mais um muito radical que arrancou vários "beautiful, yeahh, beautiful…" do melhor surfista de todos os tempos, Kelly Slater, ao vivo no www.aspworldtour.com.

Os juízes lhe deram nota 9 e o placar acabou definido em 16,33 pontos, contra 14,10 de Fred Patacchia e apenas 9,90 do californiano Chris Ward.

Raoni marcou 13,50 pontos para vencer o local Jake Paterson (12,67) e o americano Bobby Martinez (11,27). Já Pedro Henrique, Marcelo Nunes, Peterson Rosa, Yuri Sodré, Paulo Moura e Victor Ribas terão de disputar a repescagem.

Heptacampeão mundial, o americano Kelly Slater conseguiu a maior nota do dia, um 9,8, e venceu sua bateria, assim como o havaiano Andy Irons.