O vôo de Raoni, que lhe garantiu
US$ 2 mil na conta.

O carioca Raoni Monteiro vai conseguindo mostrar o seu valor neste seu ano de estréia na elite do surfe mundial. Como as ondas em Bells Beach não passavam de 1 metro de altura, a comissão técnica decidiu adiar a terceira fase do Rip Curl Pro ontem. Mas, os organizadores resolveram realizar uma competição especial para o grande público que aproveitou o belo dia de Sol em Torquay, no gelado Estado de Victoria, na Austrália.

E com um aéreo-reverse-360, Raoni Monteiro faturou o prêmio máximo de US$ 2 mil no Fosters Expression Session. Com 21 anos de idade, Raoni é o mais jovem integrante no grupo dos top-45 que participa World Championship Tour 2004 (WCT). Ele está escalado para disputar a última bateria da terceira fase contra o veterano Mark Occhilupo, dono da melhor apresentação dos dois primeiros dias de disputas do Rip Curl Pro 2004 em Bells Beach.

“Peguei uma boa onda e imprimi muita velocidade para dar o aéreo e até fechei meus olhos quando eu saltei. Voei alto e fiquei amarradão quando consegui aterrisar e completar a manobra”, contou Raoni. “E ainda ganhei 2.000 dólares, está ótimo, porque isso é muito dinheiro lá no Brasil (risadas)”.

Uma nova chamada foi marcada para às 7h (horário da Austrália) de hoje, quando os organizadores se reúnem com a comissão técnica para analisar as condições do mar, mas a previsão é de que a terceira fase do Rip Curl Pro seja novamente adiada. A segunda etapa do ASP Fosters World Championship Tour 2004 tem prazo até o dia 16 e só precisa de 3 dias para ser finalizada em Bells Beach.