Belo Horizonte – A torcida do Atlético-MG pode, enfim, soltar o grito de campeão estadual. Sete anos após conquistar a competição pela última vez, o Galo confirmou o previsto e ?faturou? a edição 2007. Como havia vencido o primeiro jogo decisivo por 4 a 0, nem mesmo a derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro, ontem, no Mineirão, foi capaz de impedir que o Alvinegro festejasse seu 39.º título mineiro. Guilherme e Luizão marcaram para a Raposa.

A comemoração do Galo, porém, não poderá durar muito. A partir de hoje,o time já volta o foco para a Copa do Brasil, competição na qual disputa com o Botafogo, quinta-feira, às 21h45, no Maracanã, vaga nas semifinais. Na partida de ida, houve empate por 0 a 0.

Dificuldade

Diante da larga desvantagem no placar, em função do resultado do primeiro jogo, o Cruzeiro partiu para cima do Atlético desde o primeiro instante de jogo. A tática sufocante adotada pela Raposa dificultava muito a saída de bola do rival, que mal conseguia ultrapassar a linha central do gramado.

Aos oito minutos, Guilherme chutou forte da entrada da área e abriu o placar, reforçando as escassas esperanças celestes. Aos 41, Wellington completou de cabeça o escanteio e fez o segundo do Cruzeiro.

Na etapa final, o Galo segurou o resultado de forma tranqüila, sem levar qualquer susto e garantiu a festa dos alvinegros.