O Comitê de Apelação da Federação Turca de Futebol decidiu reduzir de 11 para quatro partidos a suspensão imposta ao meia português Raul Meireles, do Fenerbahçe, punido por sob acusação de ter insultado e cuspido o árbitro Halis Özkahya, no clássico contra o Galatasaray, no último dia 16.

A decisão foi tomada, porque os membros do Comitê afirmam que nos vídeos da partida, é possível ver apenas as ofensas ao árbitro. “O jogador não parou de falar durante todo o incidente, portanto não é fisicamente possível que cuspisse”, aponta a decisão, que ainda manteve multa de 8,4 mil euros.

Segundo a súmula de Özkahya, Meireles o teria cuspido duas vezes, além de ter proferido insultos em português e realizado gestos ofensivos afirmando que o árbitro seria homossexual. O jogador negou todas as acusações.