O RB Leipzig continua sendo a sensação deste Campeonato Alemão. Caçula da elite do país, a equipe tem incomodado os grandes e assumiu de forma surpreendente a liderança da competição nesta sexta-feira. Na abertura da 11.ª rodada, chegou a ficar atrás do placar em duas oportunidades, mas virou sobre o Bayer Leverkusen fora de casa e venceu por 3 a 2.

Foi a 11.ª partida consecutiva sem derrota do RB Leipzig, marca inédita para um estreante na elite alemã. A incrível campanha colocou a equipe de forma isolada na liderança da competição, ainda que de forma provisória, com 27 pontos. O Bayern de Munique possui 24, faz clássico no sábado com o Borussia Dortmund, fora de casa, e pode ir aos mesmos 27, mas com vantagem no saldo de gols.

O Leverkusen, por sua vez, perdeu a oportunidade de entrar na zona de classificação para os torneios europeus. A tradicional equipe manteve-se na oitava colocação, com 16 pontos. Na terça-feira, o foco volta-se para a Liga dos Campeões, pela qual visita o CSKA Moscou. Já o RB Leipzig volta a campo na sexta que vem pela 12.ª rodada do Alemão, para visitar o Freiburg.

Apesar do importante triunfo, o RB Leipzig levou um susto logo de cara nesta sexta. Com apenas um minuto, o lateral brasileiro Wendell começou a jogada pela esquerda, Brandt recebeu na linha de fundo e cruzou. A bola passou por todo mundo e Kampl completou para a rede.

Mas o empate também não demorou a sair. Aos três, Forsberg cobrou escanteio da esquerda, houve um desvio na primeira trave e Baumgartlinger tocou contra o próprio gol.

O jogo, então, diminuiu de ritmo e as equipes alternavam a posse de bola. Um pouco superior, o Leverkusen voltou à liderança nos acréscimos. Aos 46, após saída errada da defesa do Leipzig, Çalhanoglu lançou para Brandt, que teve calma para dominar e encher o pé, cruzado, no ângulo esquerdo do goleiro.

Como na etapa inicial, o Leverkusen voltou melhor do intervalo e teve a chance de fazer o terceiro logo aos sete minutos. Brandt recebeu na entrada da área, cortou Ilsanker e caiu. O árbitro viu pênalti, que Çalhanoglu bateu no canto esquerdo, para grande defesa de Gulacsi.

Foi o suficiente para o RB Leipzig crescer e buscar a virada. Aos 21, Forsberg recebeu ainda no campo de defesa e arrancou. Com liberdade, conduziu a bola até a beira da meia-lua, de onde bateu forte. A bola foi praticamente no centro, mas Leno se enganou, foi mal para o lance e só desviou para dentro do gol. A vitória foi selada aos 35, quando Forsberg cruzou da direita e Orban subiu sozinho para cabecear cruzado e marcar o terceiro.