Para não deteriorar o ambiente no Real Madrid, Ronaldo não virá desfilar no carnaval do Rio de Janeiro. O jogador buscava uma postura política para sair na escola de samba Tradição, que o homenageará na avenida. Esperava chegar perto do desfile para sentir se poderia conseguir uma liberação da diretoria do clube e vir ao Brasil.

As precipitadas declarações de sua mãe, Sônia, porém, colocaram tudo a perder. “O Ronaldo virá. Sua fantasia inclusive já está pronta.”

O motivo da mudança de planos é outro: a reação do presidente Florentino Pérez e seus companheiros de Real Madrid, irritadíssimos com o privilégio.