O torcedor do Real Madrid terá dois motivos para ir ao Santiago Bernabéu, neste sábado, assistir à partida diante do Sporting Gijón, pelo Campeonato Espanhol. A equipe terá a volta do atacante Gonzalo Higuaín, que não atua desde o ano passado, e homenageará o brasileiro Ronaldo, um dos principais ídolos recentes do clube e agora aposentado do futebol profissional.

Higuaín está afastado dos gramados desde novembro de 2010, por conta de um problema de hérnia de disco. Ele passou por uma cirurgia no dia 11 de janeiro deste ano e, desde então, tem trabalhado para readquirir a melhor forma física.

Durante o período de sua ausência, o Real chegou a contratar Adebayor, por conta da má fase de Benzema. No entanto, o francês melhorou seu desempenho e se tornou um dos destaques da equipe. Neste sábado, porém, ele é quem será o desfalque, por conta de dores musculares. Cristiano Ronaldo, com dores na perna esquerda, também segue fora.

Neste mesmo sábado, antes do início da partida, o ex-atacante Ronaldo será homenageado pelo clube. Ele será levado ao gramado pelo presidente Florentino Pérez e pelo diretor geral Jorge Valdano para dar o pontapé inicial do jogo.

O brasileiro atuou pelo Real de 2002 a 2007, quando se transferiu para o Milan. No time madrilenho, ele conquistou o Mundial de Clubes de 2002, o Campeonato Espanhol de 2003 e 2007 e a Supercopa da Espanha em 2003. O site do clube o define como “um grande jogador com qualidade tremenda e que foi um exemplo de superação”.