O Real Madrid de José Mourinho caminha a passos largos para chegar pela terceira vez seguida às semifinais da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, a equipe espanhola foi absolutamente superior ao Galatasaray, venceu por 3 a 0 no Santiago Bernabéu, e ficou muito perto da classificação à próxima fase.

O curioso é que o Real Madrid, nos últimos 24 anos, chegou sete vezes às semifinais da Liga dos Campeões. Em três enfrentou o Bayern, duas o Barcelona, uma a Juventus e outra o Borussia Dortmund. E esses quatro times seguem com chances de avançar novamente às semifinais. Confrontos inéditos só contra Málaga ou PSG.

E para ficar mais perto de outra semifinal, o Real Madri não tomou conhecimento dos reforços do Galatasaray. O clube turco contratou na última janela de transferência o marfinense Didier Drogba e o holandês Sneijder, jogadores que foram decisivos nos títulos do Chelsea (2011/2012) e da Inter de Milão (2009/2010).

Mas com a camisa do Galatasaray, e diante do Real Madrid, a coisa é diferente. Até porque o time espanhol tem uma estrela (Cristiano Ronaldo), mas não depende só dele. Nesta quarta-feira mesmo, o português só participou do primeiro gol. Recebeu de Özil e deu uma cavadinha para encobrir Muslera e abrir o placar aos 9 minutos.

Aos 29, Essien, improvisado de lateral-direito, levantou na área. A zaga não subiu e a bola caiu atrás de todo mundo para Benzema, que dominou e bateu, fazendo 2 a 0. Já aos 28 minutos do segundo tempo, Xabi Alonso cobrou falta na área e Higuaín marcou de cabeça.

Com a vitória por 3 a 0, o Real Madrid pode perder por até dois gols de diferença, terça-feira que vem, na Turquia, que mesmo assim vai à semifinal. Caso faça um gol, só será eliminado sofrendo no mínimo cinco. Depois, na quarta-feira, torce contra Barcelona e Bayern de Munique, seus algozes nas semifinais das duas últimas edições da Liga.