Sem pretensões no Campeonato Brasileiro, os jogadores do América-MG agora estão preocupados em mostrar futebol para não entrar na lista de dispensa da diretoria. Rebaixado há duas rodadas, o time mineiro entra em campo neste sábado, às 20 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, para enfrentar o Sport, pela 37.ª e penúltima rodada.

Entre os atletas, um dos mais motivados é o meio-campista Osman. Um dos poucos destaques do elenco, ele volta ao time após se recuperar de uma lesão no joelho que o tirou dos gramados desde o início de outubro.

“É chato você não poder ajudar. É pior que estar dentro de campo. No campo você tenta correr, fazer alguma coisa. De fora, você não pode fazer nada. Tenho certeza de que todos que estavam dentro de campo lutaram, mas infelizmente o objetivo não foi alcançado. Agora temos que terminar de cabeça erguida e de forma honrosa o Brasileiro”, disse Osman.

A partida também é a última partida do América-MG diante de seus torcedores – na última rodada, o lanterna do Brasileirão visitará o Santos na Vila Belmiro. Nestes dois jogos, o time não deverá contar com Matheusinho e Éder Lima, que se recuperam de lesão. “Primeiramente, temos que pedir desculpas por tudo que aconteceu. Mas temos que lutar para conseguir um bom resultado, honrando a camisa do América e os torcedores que estiverem presentes no Independência”, finalizou Osman.