O time do Paysandu, que conquistou no domingo a Copa dos Campeões, foi recebido no começo da tarde desta segunda-feira em Belém por cerca de 20 mil pessoas, segundo cálculos da Polícia Militar. A cidade literalmente parou para receber seus campeões. Muita gente faltou ao trabalho e em algumas repartições públicas os servidores foram dispensados durante a tarde.

Nem o sol forte da capital paraense e o calor de 38 graus impediram os fanáticos torcedores do ?Papão da Curuzu? de homenagear com gritos, fogos e um buzinaço os atletas pelo maior título da história do clube em seus 88 anos de existência.

Do aeroporto, os jogadores e a comissão técnica seguiram num veículo do Corpo de Bombeiros até o estádio Mangueirão, onde receberam homenagens do governo estadual, que lhes outorgou o ?Mérito Grão-Pará?. Ao todo, o governador Almir Gabriel entregou 45 medalhas. ?Vocês reforçaram a auto-estima do povo paraense e mostraram ao Brasil a raça e o talento do homem nortista?, afirmou Gabriel.

Depois das homenagens, os jogadores foram para o Estádio da Curuzu, onde eram esperados por uma multidão. Com bandeiras e trios elétricos, os torcedores saudaram seus ídolos, principalmente Vandick, autor de três gols no jogo decisivo contra o Cruzeiro. ?Agora que a nossa ficha caiu e estamos percebendo a importância desse título para nós, jogadores, e para o Estado do Pará?, disse o capitão Gino, que em apenas dois anos conquistou cinco títulos pelo clube, dois deles de expressão nacional.