Luciano do Valle, ex-Bandeirantes, é o novo contratado da Rede Record, que a partir de hoje passa a transmitir os jogos da série B do campeonato brasileiro em forma de compacto, às 21h30. O locutor dará uma entrevista coletiva na segunda-feira, em São Paulo, para anunciar seus novos projetos.

A série B pode até ser o fim do mundo para os orgulhosos torcedores palmeirenses, mas para os locutores de rádio é apenas uma divisão que dá oportunidade ao rebaixado de voltar mais forte à primeira divisão. “Tanto faz se é série A, série B ou seleção, a vontade de narrar o jogo é a mesma. A motivação não muda”, garante Dirceu Maravilha, da Rádio Bandeirantes.

Pelo fato de a televisão aberta não estar transmitindo os jogos da segunda divisão, as emissoras de rádio estão comemorando as boas audiências. “Ela tem crescido bastante. O rádio continua sendo o companheiro mais fiel do torcedor, que pode levá-lo a qualquer lugar. E o rádio está se recuperando”, analisa Fiori Giglioti, diretor e titular de esportes da Rádio Record.

“Embora o Palmeiras esteja na ?segundona?, as pessoas continuam interessadas em saber como ele está, por isso a audiência é alta”, explica Oscar Ulisses, da Rádio Globo/CBN. Mas, segundo ele, se o jogo não for interessante para o ouvinte, a motivação para narrar um jogo da série B diminui. “Não dá para dizer que é a mesma coisa que a série A.”

Para Giglioti, não há jogo ruim. “Se o jogo está ruim, faço ficar bom. Já narrei todas as divisões e sempre atuo com alma, coração e competência.”