A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) ainda não definiu se irá demitir o técnico Fabio Capello após a queda da seleção nas oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul, mas alguns treinadores já mostraram interesse em assumir o cargo. Comandante do Tottenham, Harry Redknapp admitiu que deseja dirigir a Inglaterra.

Redknapp afirmou que o próximo técnico da seleção deveria ser um inglês e se ofereceu ao cargo caso a FA decida pela demissão de Capello. “Eu sou inglês e que inglês não gostaria deste emprego? Este é nosso país e nós adoraríamos dirigir nosso país”, afirmou, ao tabloide inglês The Sun.

A FA avisou que precisa de duas semanas para definir se mantém o técnico italiano no comando da seleção da Inglaterra após o fracasso na Copa do Mundo da África do Sul. Redknapp é um dos nomes cotados para o cargo, assim como Roy Hodgson, que dirige atualmente o Fulham.