A Chapecoense estreou na elite do Campeonato Brasileiro na última temporada e passou aperto. Ficou durante boa parte da competição na zona de rebaixamento e se livrou da queda nas últimas rodadas. Para este ano, a diretoria renovou o elenco e espera por melhores resultados a partir deste sábado, às 18h30, contra o Coritiba, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

O elenco do time de Santa Catarina ganhou 16 reforços, entre eles o veterano Richarlyson, Apodi, Ananias e Wiliam Barbio. No Estadual, os jogadores demonstraram que já existe entrosamento. Lideraram a primeira fase da competição, mas caíram de produção e pararam no hexagonal final, terminando em terceiro lugar.

A Chapecoense também vem de vitória por 2 a 0 sobre o Sport, em casa, no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. O duelo de volta acontece na próxima quarta-feira e o time catarinense, no Recife, pode até perder por um gol de diferença que avança no torneio.

Para a estreia no Brasileirão, o técnico Vinicius Eutrópio tem uma dor de cabeça na lateral esquerda. Richarlyson está machucado e só deve voltar daqui seis meses – lesionou o joelho direito durante um treino há duas semanas.

O reserva Dener veio de empréstimo junto ao Coritiba e não poderá entrar em campo por questões contratuais. A solução foi improvisar o volante Abuda. O volante Gil também foi emprestado pelo time paranaense, mas está liberado para jogar.