O leque de opções se ampliou para o jogo de amanhã, frente à Chapecoense. Dado Cavalcanti preferiu não antecipar a escalação do Paraná Clube para mais uma decisão pela Série B. Com muitos clubes brigando pelas primeiras colocações, somente com uma vitória o Tricolor tem a certeza da manutenção de sua vaga no G4. O lateral Paulinho e o atacante Reinaldo retornam, após cumprirem suspensão. A partida na Arena Condá está programada para as 16h20.

“Tenho duas formações e vou testá-las. Trata-se de um jogo duríssimo, frente a um adversário que sabe usar muito bem o fator campo”, comentou o treinador paranista. Dado, no ano passado, sentiu esse poderio. Então técnico do Luverdense, não conseguiu o acesso por conta de uma derrota por 3×0, em Chapecó. No jogo da volta, seu time fez 1×0 e se despediu da competição. “Não há clima de revanche. Tenho grandes amigos lá”, disse o treinador.

Para Dado, a experiência serviu de aprendizado e ele espera usar esse conhecimento no jogo de amanhã. “A gente sempre tira algo de jogos assim. Sei como é o comportamento da Chapecoense, que manteve a base e ainda conseguiu um upgrade com os reforços contratados”, analisou. Uma vitória, em Santa Catarina, representa não apenas a permanência no G4 como a possibilidade de subir para o 3.º lugar, dependendo do resultado do Sport, que joga hoje, em casa, frente ao Atlético Goianiense.

A formação mais provável do Paraná Clube teria apenas as voltas de Paulinho e Reinaldo. Eles entrariam nas vagas de Tiago Silva e Kayke, que tiveram uma boa estreia frente ao Boa Esporte. “Eles foram muito bem, merecendo até uma continuidade. Mas, os titulares devem voltar”, comentou Dado Cavalcanti. Resta saber se o treinador faria apenas essas trocas naturais ou se poderia mexer em outras posições. O meia Rubinho, recuperado de uma faringite, seria outra “carta na manga” de Dado.