O técnico Renato Gaúcho culpou o nervosismo da equipe do Grêmio e o cansaço pela vitória sofrida sobre o Pachuca, por 1 a 0, na prorrogação da semifinal do Mundial de Clubes. Com o triunfo, nesta terça-feira, o time brasileiro se garantiu na final do torneio disputado nos Emirados Árabes Unidos.

“No início os jogadores estavam nervosos, falei com eles sobre isso. Não havia motivo para tanto. No segundo tempo, nós melhoramos e na prorrogação o Everton fez aquela bela jogada e marcou”, afirmou o treinador, em entrevista ao canal Sportv.

Renato Gaúcho também considerou o cansaço como determinante para a atuação da equipe abaixo do esperado. “Estamos no final de ano também, o time está cansado, né. Mesmo assim, superamos um grande adversário e estamos na final”, comentou, sem entrar em detalhes sobre sua avaliação da partida.

Com a vitória, o time gaúcho agora aguarda pelo Real Madrid. Os bicampeões da Liga dos Campeões vão estrear nesta quarta, contra o Al Jazira, às 15 horas (horário de Brasília). O time espanhol, dos brasileiros Marcelo e Casemiro, é o atual campeão mundial. A final será às 15 horas de sábado, em Abu Dabi.