Depois de ver o Grêmio perder de virada para o Santos, por 2 a 1, na última quarta-feira à noite, no Olímpico, com um gol sofrido nos acréscimos do tempo normal, o técnico Renato Gaúcho pediu calma aos jogadores da equipe e acredita que o time apresentou crescimento em relação às rodadas passadas do Campeonato Brasileiro.

Ao mesmo tempo, porém, o treinador admitiu que o Grêmio acabou sendo derrotado por causa de vacilos que não poderia cometer. “A gente não pode entrar no desespero. Não acabou o primeiro turno ainda. Lógico que a situação não é boa, mas o que posso falar é que notei muita evolução. A equipe se entregou, jogou bem. Cometemos erros primários, infantis, pagamos pelos erros, mas ninguém pode falar que (o time) não lutou, que não brigou”, ressaltou.

Renato Gaúcho lamentou o fato de a sua equipe não ter aproveitado as chances que teve de ampliar o placar quando vencia por 1 a 0 e depois ter sofrido o último gol aos 48 minutos da etapa final. “Saímos ganhando, tivemos oportunidades de fazer o segundo gol. No segundo tempo, o Santos cresceu, fez o gol, teve a chance no outro pênalti (desperdiçado por Neymar) e no final do jogo tomamos o gol quando a gente não esperava mais”, reforçou.

O comandante ainda previu uma melhora do Grêmio no decorrer do Brasileirão, pois acredita na qualidade do plantel que tem em mãos. Além disso, ele vê o time atrapalhado por uma maré de azar. “Temos elenco. Se melhorou na parte tática, e melhorou muito, vai melhorar no resto. Não estamos com a sorte que os adversários estão tendo contra nós”, enfatizou.

O discurso de Renato, por sua vez, esteve alinhado com o dos dirigentes do Grêmio após o confronto no Olímpico. “Confio demais no Renato, confio demais nesse grupo de jogadores. A fase é terrível, tomamos um gol no último minuto, mas isso vai passar”, afirmou o presidente do clube, Duda Kroeff.

o assessor de futebol do Grêmio, Alberto Guerra, também lamentou a fase ruim do time. “Eu vi evolução na postura da equipe, na criação das jogadas, o Grêmio tem feito gol. Só tem que corrigir alguns erros e ter um pouco mais de sorte para que a gente possa sair com resultados melhores”, disse.