A história mostra que o clássico Atletiba tem o poder de mudar rumos e desfechos dos dois principais clubes do Estado. O embate entre Coritiba e Atlético, nesta quarta-feira (29), às 21h, no Couto Pereira, não deve ser diferente. Isto porque de um lado o Verdão luta com todas as suas forças por uma regularidade no Campeonato Brasileiro e para deixar a zona de rebaixamento. Do outro, o Furacão, se vencer o duelo, pode entrar pela primeira vez no G4.

Mas, apesar desse cenário de opostos e da chance iminente do time atleticano entrar no pelotão de frente do Campeonato Brasileiro, o técnico Paulo Autuori não acredita que o resultado de um clássico possa mudar a realidade da equipe rubro-negra. O treinador cravou que não admite esse tipo de pensamento e que confia, sim, no trabalho que está sendo desenvolvido.

“Ninguém muda a vida de ninguém por nenhum resultado. Futebol é assim, faz parte e não admito uma situação dessas. Nos momentos difíceis não mudamos o que gostaríamos de fazer e o grande trunfo foi a convicção que você está a desenvolver o seu trabalho. Resultado de futebol não muda nada. A vida é muito mais que um jogo de futebol. Temos que entender que para nós é a nossa profissão, temos que dar o nosso melhor e fazer as coisas bem feitas, mas jamais pensar isso no dia a dia. Nada e ninguém pode alterar aquilo que nós somos”, apontou Autuori.

Mesmo com esse pensamento, a realidade dos clubes pode sim mudar para a sequência da temporada e, sobretudo, a pressão pode aumentar depois de uma derrota. O Coxa, depois de perder a final para o Furacão, no Couto Pereira, entrou em uma crise dentro de campo que ainda não acabou, e que acabou com as demissões do técnico Gilson Kleina e do diretor de futebol, Valdir Barbosa.

Agora, apesar do clássico ser considerado um campeonato à parte, sobretudo pela rivalidade entre Atlético e Coritiba, do lado do Verdão este duelo, em caso de vitória, pode ser o ponto de partida que o time precisa para conseguir novos rumos.

“É importante a vitória para a nossa sequência na competição. Faltam vários jogos para acabar o Campeonato Brasileiro, mas como o próximo jogo é o Atletiba, a gente tem que ganhar, precisa ganhar. Vai melhorar muito a nossa auto confiança, dá moral aos atletas e, querendo ou não, conseguir a vitória em um clássico como esse melhora muito o astral”, frisou o técnico Márcio Goiano, que vai comandar o Verdão no Atletiba, já que Pachequinho está suspenso.

O goleiro Wilson espera que a vitória marque a arrancada que o Coxa pretende fazer no Brasileirão. “Em um jogo como esse pode mudar muita coisa, tanto para o lado bom, quanto para o ruim. A gente vem fazendo boas partidas, mas as vitórias não estão vindo. Somando essa sequência de boas atuações com mais uma vitória no clássico, com certeza a confiança aumenta e a gente pode conseguir uma arrancada para sair dessa zona de rebaixamento e brigar por coisas maiores no campeonato”, finalizou.