Santos – Depois de chegarem ao auge da forma para disputar os Jogos Olímpicos de Atenas, os principais nadadores brasileiros pouco esperavam do Troféu José Finkel, que termina amanhã na piscina do Clube Internacional de Regatas, em Santos. Por isso, até os atletas estão se surpreendendo com os resultados na competição, em que 14 recordes sul-americanos e 15 brasileiros já foram quebrados.

Na competição por equipes, o Pinheiros continua disparado na frente, com 1.872,5 pontos, seguido pelo Minas Tênis (1.181,5 pontos) e pela Unisanta (1.144 pontos).

“Depois de uma competição como as Olimpíadas, a gente só pensa em tirar férias, mas tinha o José Finkel na seqüência e não dava para esperar um resultado como esse”, admitiu Kaio Márcio, vencedor da prova dos 50m borboleta, com o tempo de 23s33, novo recorde sul-americano.

Na véspera, Kaio já havia batido o recorde brasileiro dos 100m borboleta. Agora, ele começa a pensar no Mundial de Indianápolis, em outubro. “Espero poder repetir o bom desempenho que tive em Santos”, concluiu. Nicholas dos Santos foi medalha de prata (23s74) nos 50m borboleta, que teve a final disputada ontem, e Marco Sapucaia levou bronze (23s85).

Outros recordes foram quebrados ontem. Joanna Maranhão superou a marca sul-americana na prova dos 200m costas, com 2m12s47, seguida por Fernanda Alvarenga, com 2m14s74, e por Rebeca Bretanha, com 2m15s41. “Não sei de onde estou tirando as forças para vencer o cansaço”, revelou a medalhista de ouro.

Os 100m medley foram vencidos por Rebeca Gusmão, com o tempo de 1m02s53. Na véspera, durante as eliminatórias, ela havia conseguido uma marca melhor, batendo o recorde sul-americano (1m09s09). Mesmo assim, ela conseguiu o índice para o Mundial de Piscina Curta em Indianápolis. Flávia Neto Jesus com a de prata (1m04s41) e Juliana Machado levou bronze (1m04s54).

Thiago Pereira, que na véspera havia superado o recorde sul-americano nos 400m medley, conseguiu o ouro também na prova dos 100m medley, com o tempo de 53s72. Fernando Silva ficou em segundo (55s39) e Renan Rossin foi o terceiro (55s67).