O ânimo que o empate por 2 x 2 contra o Luverdense-MT causou na torcida do Paraná Clube levou o técnico Ricardinho lançar um desafio aos tricolores. “Não dá para imaginar a Vila Capanema não estando lotada na quarta-feira. Eu sei que ela vai estar”, declarou, após a estreia dele e da equipe na Copa do Brasil. O Paraná volta a campo pela competição na semana que vem, recebendo o time mato-grossense.

O mais recente jogo do Tricolor em casa ocorreu no dia 26 de novembro, na vitória por 1 x 0 sobre o Bragantino, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Por isso, o vice-presidente Paulo César Silva também conclamou a torcida e aproveitou para fazer uma provocação. Segundo ele, os tricolores irão em maior número na quarta-feira, contra o Luverdense, do que os atleticanos na quinta-feira, contra o Sampaio Corrêa.

As duas partidas pela primeira fase da Copa do Brasil (jogos de volta) acontecem na Vila Capanema. “Com certeza a torcida do Paraná vai lotar a Vila Capanema. A nossa torcida é muito maior que a do Atlético. É que nós não temos a mídia que o Atlético tem, mas certamente teremos mais público. É essa a hora da torcida paranista voltar à Vila”, disse o dirigente, em entrevista à rádio Banda B.

Será a primeira oportunidade de todos acompanharem o Paraná versão 2012 e também o ídolo Ricardinho na nova função de técnico. Se depender da visão do treinador, a torcida vai gostar do que verá em campo. Ao analisar o desempenho do time, Ricardinho se mostrou satisfeito. “Em um todo, nossa equipe conseguiu colocar em prática uma porcentagem muito grande daquilo que trabalhamos”, avaliou.

Mesmo assim, o técnico alertou para alguns erros apresentados pela equipe, principalmente nos lances que originaram os gols dos adversários. Entretanto, minimizou o fato. “No futebol, você tem que acertar todo dia. Agora, lógico que temos que ter atenção em alguns lances, como os que levamos o gol, em um posicionamento errado. Mas isto também faz parte do jogo”, disse.