O técnico Ricardinho destacou a postura e a leitura tática de seu time. Mesmo sem ter treinado uma vez sequer com três zagueiros, o Paraná Clube se encaixou ao novo esquema com precisão e fez um segundo tempo seguro, administrando a vitória fora de casa. “O momento crítico foi a reta final do primeiro tempo. Por erros nossos, pois não encaixamos a marcação. Com a mudança, não corremos mais riscos”, analisou Ricardinho.

A mudança de estratégia poderia até ter permitido um placar melhor. “Com o terceiro zagueiro, conseguimos criar as melhores oportunidades para ampliar o marcador. Mas foi bom. Engana-se quem imagina que nesta competição a gente vai sempre golear”, ponderou o treinador paranista.

O treinador procurou também valorizar os adversários. “O resultado da primeira rodada foi atípico. Fora de casa, é sempre difícil. E tende a piorar, pois todos esses times do interior estão se reforçando, com atletas que terminaram agora a participação na primeira divisão paranaense”, concluiu Ricardinho.