O Rio Branco começou o campeonato paranaense com uma bonita vitória ontem diante da Adap por 3 a 1 e deixou a torcida do litoral cheia de esperança.

O time de Campo Mourão armou-se para sair de Paranaguá com um empate. Fechadinho, entrou em campo num sistema contando com quatro zagueiros e dois homens de contenção jogando próxima da zaga e dois meias mais à frente, mas que voltavam sempre para reforçar a marcação, deixando apenas Roni isolado no ataque.

Porém, este esquema caiu por terra logo no início do jogo. O Rio Branco abriu o placar através do zagueiro Nivaldo de cabeça aos 8 minutos e o time visitante teve que sair para o jogo e o Rio Branco sentiu esta mudança. Mas, o primeiro tempo acabou com o placar de 1 a 0, mas com um jogo muito igual dos dois times. Veio o segundo tempo e o time de Campo Mourão voltou mais ofensivo e perigoso. Marcando bem e tocando a bola chegou a criar boas oportunidades para empatar, aí sobressaiu-se o goleiro Rodrigo, que fez boas defesas. O time parnanguara, mesmo num esquema perigoso, de esperar o adversário, num contra-ataque, aos 18 minutos, conseguiu uma falta pelo lado direito. Sandro Neves levantou a bola na área, o goleiro França se atrapalhou todo e a bola caiu no pé esquerdo de Baiano, que, de voleio mandou para o fundo das redes. Mesmo com o placar adverso, a Adap estava bem e merecia seu gol, que saiu aos 30 minutos. Numa cochilada da zaga do Rio Branco, Roni aproveitou e mandou para o canto esquerdo de Rodrigo. Não deu tempo nem de comemorar. Um minuto depois, numa bola lançada para Lau, que desceu pela esquerda e tocou para Baiano. Com tranqüilidade ele mandou rasteiro e forte no canto direito de França, marcando o terceiro do Rio Branco e fechando o caixão do time de Campo Mourão.

O jogo foi bastante movimentado e dos melhores, apesar do campo molhado e pesado. Choveu a noite inteira de sábado em Paranaguá. A vitória foi justa do Rio Branco, mas o time da Adap é jovem e promete dar muito trabalho neste campeonato.

Rio Branco 3×1 Adap

Local: Estádio Nelson Medrado Dias

Gols: Nivaldo aos 8 minutos do 1.º tempo. Baiano aos 18″, Roni aos 30″ e Baiano aos 31″ do 2.º tempo.

Renda: R$ 12.289,00

Público: 2.107 pagantes

Rio Branco: Rodrigo, Marcio, Luiz Carlos (Nogueira), Nivaldo, Sandro Neves (Jean), Cesar Gaucho, Erminho, Rogério Araxá e Lau, Ratinho, Rodrigão (Baiano). Técnico: Lívio Vieira.

Adap: França, Josselmo (Renato), Rodrigo, Pinheiro, Robertinho (Luiz Mário), Mineiro, Alberto e Cidão, Pereira, Marcelo Peabiru (Robert) e Roni. Técnico: Walter Zaparolli.