O Rio Open, que acontece na capital fluminense entre 15 a 21 de fevereiro, promete ser um dos torneios mais fracos da temporada 2016 no tênis feminino. Os organizadores do evento anunciaram nesta terça-feira a lista final de inscritas e a relação não conta com nenhuma atleta posicionada entre as 40 melhores do ranking mundial.

A primeira cabeça de chave será a brasileira Teliana Pereira, atualmente número 46 do ranking. A novidade é a participação da canadense Eugenie Bouchard, que em 2014 foi vice-campeã de Wimbledon e semifinalista em Roland Garros e do Aberto da Austrália, chegando, naquele ano, ao quinto lugar do ranking mundial.

Atualmente, a jovem canadense é apenas 49.ª colocada no ranking mundial, prejudicada por uma série de lesões. Mesmo assim, vai chegar ao Jockey Club Brasileiro como uma das favoritas, já que só tem ranking pior do que de Teliana.

“A gente vem tentando trazer uma tenista deste calibre desde a primeira edição do Rio Open e agora conseguimos. A Bouchard é o futuro do tênis, joga um tênis de primeiríssimo nível, é nova e com certeza o público verá novamente ela chegando nas finais de Grand Slam. É uma oportunidade única,” comentou o diretor do torneio, Luiz Procopio Carvalho.

No total, serão 11 tenistas entre as top 100 e jogadoras de 15 nacionalidades. As demais cabeças de chave serão Karin Knapp (Itália, 51ª). Johanna Larsson (Suécia, 56.ª), Danka Kovinic (Montenegro, 57.ª), Christina McHale (EUA, 63.ª), Polona Hercog (Eslovênia, 73.ª) e Tatjana Maria (Alemanha, 74.ª). A lista ainda conta com a italiana Francesca Schiavone, atual 114.ª do ranking.