Depois da péssima estreia, com o 26º lugar no domingo, os iatistas brasileiros Robert Scheidt e Bruno Prada conseguiram se recuperar no Mundial da classe Star. Nesta segunda-feira, eles conquistaram a segunda colocação na segunda regata do campeonato disputado em Varberg, na Suécia, e subiram para a oitava posição na classificação geral.

Campeões mundiais em 2007 e atuais vice-campeões olímpicos da classe Star, Scheidt e Bruno Prada ficaram atrás apenas dos norte-americanos George Szabo e Rick Peters na segunda regata do campeonato, que foi disputada com ventos fracos e inconstantes. Agora, eles tentam manter o ritmo nesta terça-feira, quando acontece a terceira das seis regatas.

“Estávamos esperando muitas dificuldades porque a previsão era mesmo de ventos fracos. É sempre cansativo largar e a comissão anular a regata por falta de vento. O segundo lugar foi excelente e temos de manter a regularidade”, comentou Scheidt. “Gastamos o nosso descarte no primeiro dia e agora teremos de velejar mesmo sob pressão”, disse Bruno Prada.

A liderança do Mundial é dos suíços Flavio Marazzi e Enrico de Maria, que ficaram na terceira posição na regata desta segunda-feira. Enquanto isso, outras três duplas brasileiras estão na disputa: Lars Grael/Ronald Seifert ocupam o 16º lugar na classificação geral, Horácio Carabelli/Ubiratan Mattos estão em 22º e André Mirsky/Marcelo Jordão estão em 42º.