O duelo entre o lateral-esquerdo brasileiro contra o principal jogador da Inglaterra, o meia-armador, Beckham, transformou-se em um dos atrativos do jogo desta sexta-feira. Inibido pela marcação de Roberto Carlos, o inglês, durante boa parte do jogo, atuou mais como um lateral-direito do que um meia. ?Joguei como sempre faço e, felizmente, conseguimos anulá-lo algumas vezes?, explicou o atleta do Real Madrid. No fim do jogo, um gesto demonstrou quem saiu vencendo. Beckham se dirigiu a Roberto Carlos e pediu a camisa azul do jogo.

Para o lateral, a seleção brasileira, pelo menos na teoria, atingiu um estágio que dificilmente vai ser superado pelo adversário na semifinal da Copa do Mundo da Coréia do Sul e do Japão. ?Nosso time está jogando perfeito!?, afirmou. ?Se continuarmos assim, o caminho para o pentacampeonato continua aberto mesmo. Mais próximo!?

Para justificar a opinião categórica, o jogador se apega ao espírito de grupo e determinação da seleção que, segundo ele, vão se intensificar ainda mais na próxima partida, quarta-feira, às 8h30, em Saitama, contra o vencedor de Senegal e Turquia. ?Estamos juntos a tanto tempo e não aconteceu nenhuma briga. O ambiente continua ótimo?, observou.