Duas mais novas contratações de peso do Milan para a temporada, os atacantes Robinho e Ibrahimovic foram apresentados oficialmente como reforços nesta quinta-feira, em um hotel de Milão, e festejaram a oportunidade de defender um dos maiores clubes do futebol mundial.

Astro da seleção brasileira, Robinho lembrou que ficou muito feliz quando foi procurado pelo Milan. “A única proposta concreta que recebi quando eu estava no Manchester City foi a do Milan. Quanto aos outros clubes eram apenas sondagens. Milan é um grande clube, reconhecido na Europa, com muitos brasileiros. Para mim, vestir a camisa rossonera foi uma escolha fácil”, ressaltou.

Na sua apresentação, Robinho evitou cobrar um lugar no time titular, que poderia contar com um quarto ofensivo formado por ele, Ibrahimovic, Ronaldinho Gaúcho e Alexandre Pato. Ele preferiu pensar no sucesso do Milan como um todo. “Qualquer que seja a formação escolhida pelo Milan é válida para jogar. Independentemente de quem fizer gols ou atuar, o importante é vencer”, enfatizou.

Sem o sucesso esperado com a camisas do Real Madrid e do Manchester City, depois de ter surgido com destaque pelo Santos, Robinho também destacou a vontade de finalmente triunfar no futebol europeu. “Estou feliz por estar aqui e espero ter sucesso na Europa de forma decisiva e demonstrar as minhas qualidades aqui no Milan”.

Ibrahimovic, por sua vez, fez questão de começar a criar laços com a torcida do Milan, depois de ter sido ídolo da rival Inter de Milão e defendido também a tradicional Juventus no futebol italiano. “Estive próximo do Milan há quatro anos e agora, finalmente, estou aqui. Esta é a mais bela camisa que visto desde quando comecei a jogar”, disse.

Em seguida, o jogador sueco reforçou o seu desejo de começar um novo caminho de sucesso no futebol italiano. “Todos os anos, uma equipe como o Milan deve vencer. Tenho fome e vontade de melhorar minhas vitórias na Itália”, ressaltou, para depois lembrar da grande força ofensiva do Milan com a contratação de Robinho.

“Com a chegada de Robinho, o clube demonstrou que fez grandes investimentos. Todos devem ter medo do Milan. Se Pato, Robinho, Ronaldinho e eu, além de Inzaghi, que considero um fenômeno, jogarmos juntos, não há necessidade de pensar tanto na defesa, basta que façamos o nosso lá na frente”, analisou.

PROVOCAÇÃO – Ibrahimovic ainda cutucou a Inter de Milão ao dizer que hoje o seu novo time possui uma melhor condição técnica para ganhar títulos importantes. “Agora para mim (o Milan) é mais forte do que a Inter de Milão. Depois, com a chegada de Robinho, somos mais completos. Já era uma equipe com grande experiência e uma mentalidade de grande, e agora somos favoritos para ganhar o Scudetto (Campeonato Italiano) e a Liga dos Campeões”.

Já Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, destacou nesta quinta-feira que, com a contratação dos dois novos reforços, “voltou o sonho entre clube, presidente e torcedores, que havia sido interrompido com a saída de Kaká”. “Graças a Ibra e Binho, voltou o amor”, enfatizou.