O técnico do Liverpool, Brendan Rodgers, abriu as portas para que Steven Gerrard retorne em breve ao clube, que agora está perdendo o seu capitão, para trabalhar na sua comissão técnica. “Certamente seria alguém com quem eu adoraria trabalhar aqui”, declarou.

Gerrard deixará o Liverpool ao final da temporada, depois de 17 anos atuando pela equipe profissional, para se juntar ao Los Angels Galaxy na MLS, a principal liga de futebol dos Estados Unidos. Ele já está fazendo cursos para obter o diploma de treinador da Uefa e sugeriu que gostaria de voltar ao clube depois de se aposentar.

Rodgers já conversou com Gerrard sobre como será a sua vida após o encerramento da carreira e disse que o futuro do ex-capitão da seleção inglesa encontra-se em Anfield.

“A saída de Steven daqui não é permanente”, disse Rodgers. “A oportunidade para ele voltar sempre existirá enquanto eu estiver aqui. Se treinar é o que ele quer quando terminar nos Estados Unidos, então isso é certamente algo que vamos discutir em mais detalhes”, completou.

Gerrard, que é o capitão do Liverpool desde 2003, será homenageado em seu último jogo em casa pelo clube, neste sábado, diante do Crystal Palace. Sua partida deixará um enorme buraco em uma equipe que conta com o jogador há anos. E, nesta sexta, Rodgers classificou o meio-campista como “Senhor Liverpool”.

“Ele cresceu na esquina e passou a jogar pelo clube que torcia. O que ele tem dado a esta cidade, os políticos não deram a esta cidade”, disse. “O que ele fez por hospitais e instituições de caridade, todos os trabalhos que ele faz são pouco divulgados. Se você acha que ele é um bom jogador, ele é um ser humano ainda melhor”.

O último jogo de Gerrard no Liverpool será contra o Stoke, fora de casa, em 24 de maio, no último dia da temporada 2014/2015 do Campeonato Inglês.