De volta ao local onde tudo começou, o ala Rodrigo Batata é o novo reforço do Paraná Clube/Vale Fértil para a disputa do Campeonato Paranaense de Futsal. O jogador, que começou sua carreira no futsal do extinto Pinheiros em 1985, acertou sua permanência no time paranista para a disputa da elite do futsal do Estado. Porém, o jogador deverá fazer sua estreia na sexta-feira (10), diante do Campo Mourão, na Sede da Kennedy.

“Todo jogador quando chega, chega para somar. No meu caso não será diferente, pois vou dar o máximo de mim dentro de quadra para ajudar o Paraná Clube na Série Ouro, que é a principal competição do Estado. Espero conquistar muitas vitórias e até quem sabe o título com a camisa paranista este ano”, disse Rodrigo Batata, que admitiu diferenças no futsal em relação ao tempo que jogava.

“Minha última partida oficial em um jogo de futsal foi em 1996. De lá para cá muita coisa mudou e o jogo ficou muita mais rápido e dinâmico. Mas aos poucos vou me adaptando e espero fazer bons jogos pelo Paraná”, destacou o ala.

O novo reforço do Paraná Clube/Vale Fértil, que estava treinando com o grupo há duas semanas para manter a forma, comentou que ainda espera por uma proposta dos gramados, mas enquanto isso, vai ajudar o Tricolor na Série Ouro do Paranaense de Futsal.

“Fiquei treinando durantes duas semanas com o grupo e ainda estou me readaptando ao estilo de jogo e aos treinamentos do Júnior (técnico). Enquanto não surgir nenhuma proposta boa no campo, vou ajudar o Paraná Clube e o técnico Júnior na Série Ouro do Paranaense de Futsal”, admitiu Batata.

Rodrigo Batata, com 31 anos, jogou no futsal paranista até 1995 até chegar ao campo do Paraná Clube. Depois de jogar com a camisa do Tricolor, o jogador passou pelo futebol japonês, pelo Paris Saint-Germain da França, J. Malucelli, pelo futebol português, Paulista de Jundiaí, Coritiba, Costa Rica e por último no Marília.