Regularizado na CBF, o meia Rodriguinho disse nesta sexta-feira que está pronto para ajudar o Corinthians neste momento difícil pelo qual passa o time – a equipe chegou a passar oito jogos sem vitória nas últimas semanas. O novo reforço, contudo, avisou que não pretendo ocupar o papel de salvador do time.

“Ninguém resolve sozinho, aqui é um grupo. Todos tem que dividir [a responsabilidade]. Venho para ajudar, mostrar meu trabalho. Estou aqui para o que precisar”, avisou o meia, que defendia o América-MG na Série B. “Claro que primeiro é preciso se adaptar ao grupo, conhecer os companheiros, o professor. Mas, se precisar, estamos bem [para jogar]”.

Conhecido pela postura ofensiva, Rodriguinho deixou em aberto sua futura posição no time. “Estava fazendo bastante pelo América, gosto de chegar à frente, finalizar. Mas quem tem de decidir isso é o Tite. Vim para trabalhar, mostrar meu potencial”, declarou.

Apesar da fase ruim do time, o meia garantiu estar motivado para ajudar o time na recuperação. “No Corinthians, não precisa de motivação. Todos querem estar aqui, pela história, pela torcida, que sempre exige títulos. Eu tinha acertado com o América até o fim do ano, daí veio essa proposta e eles aceitaram. Era um sonho e estou feliz de vestir a camisa hoje”, afirmou.