Atibaia – O meia Roger foi um dos mais beneficiados pela intertemporada de três semanas realizada pelo Corinthians. A opinião é do próprio jogador, que se diz pronto para apagar as más atuações do primeiro semestre. ?Foi a primeira vez que tivemos um tempo adequado de preparação. No começo do ano, eu estava machucado, debilitado, e isso acaba se refletindo em campo. Participei de todos os treinamentos aqui e sou o maior beneficiado com tudo isso?, atesta o jogador, que chegou a perder a vaga de titular para Carlos Alberto no fim do primeiro semestre. Na ocasião, Paulo Angioni, diretor da MSI, informou que o jogador havia pedido para ser negociado.

?O Corinthians não tem 11 titulares. Tem 14, 15. Só sei que estou entre esses 15?, diz o meia, adotando postura mais humilde.

Hoje, o time realiza um jogo treino contra o Guarani de Pouso Alegre (MG), em Atibaia. Mas o primeiro teste de verdade será na quarta-feira, diante do Cruzeiro, líder do Campeonato Brasileiro. ?O retorno não poderia ser mais complicado. Mas, a partir de agora, todos os jogos serão difíceis. E temos de correr mais do que os outros para recuperar o tempo perdido?, alerta o jogador, lembrando-se da incômoda posição que o time ocupa: 18.º lugar, na zona de rebaixamento. ?Temos elenco para sair rapidamente dessa situação?, garante, repetindo o discurso usado pelos companheiros.