Quando entrar em campo diante do Botafogo, neste domingo, o goleiro Rogério Ceni estará escrevendo ainda mais seu nome na história do futebol brasileiro. Ele chegará ao jogo de número 1117 pelo São Paulo, superando os 1116 de Pelé pelo Santos e se tornando o jogador com maior número de partida por um clube no País.

“Fico contente de poder ter feito uma carreira em um clube como o São Paulo, grande, porque não é qualquer time. Esse número de jogos em um clube diferente, que ganhou muitas coisas ao longo dos anos e pude participar disso, é uma coisa que acontece. Você não vai atrás dos recordes, porque eles vão acontecendo naturalmente”, declarou.

E o “Rei do Futebol” não parece chateado em ter seu recorde quebrado. Pelo contrário, Pelé fez questão de exaltar o goleiro são-paulino e apontou a importância de ver um jogador brasileiro com tamanha fidelidade a um clube em tempos nos quais a maioria almeja uma transferência para a Europa.

“É legal esse amor de não querer sair da equipe. Fico feliz por ele ter alcançado esse recorde, porque muitas vezes ninguém se lembra dos recordes. Isso é fidelidade. Nós fomos fiéis. Se todos os recordes tiver um brasileiro batendo é bom para renovar os meus feitos para as novas gerações”, disse Pelé.

Rogério agradeceu as palavras do ex-jogador e concordou. “Agradeço, porque não é fácil quatro décadas depois conseguir isso. No mundo atual, com um futebol moderno, um atleta conseguir fazer mil jogos não é algo simples. Pouco atletas conseguiram, independentemente se foi na mesma equipe, e isso torna a marca especial e diferente na história.”