Único tenista brasileiro na chave principal, o paulista Rogério Dutra da Silva lutou muito, chegou a achar que poderia vencer, mas acabou superado, nesta quinta-feira, pelo espanhol Pere Riba, 80.º do mundo e segundo favorito ao título da etapa do Paraguai da Copa Petrobras, em Assunção, por 2 sets a 0 – com parciais de 7/6 (7/5) e 7/5 -, em partida válida pelas oitavas de final do torneio da série Challenger.

“Não foi cansaço”, admitiu o brasileiro. “Acho que faltou sorte nos pontos decisivos. O vento prejudicou um pouco, estava difícil jogar e ele acabou aproveitando melhor as oportunidades. Estou jogando bem e senti que dava para ganhar. Às vezes a sorte muda de lado e foi isso que acabou acontecendo”, lamentou Rogerinho, 159.º colocado no ranking mundial da ATP, que ainda joga na chave de duplas ao lado do português Rui Machado.

A etapa paraguaia é a quarta de uma série de seis pela Copa Petrobras. A próxima, na semana que vem, acontecerá em Santiago, no Chile. A última, a partir do dia 25, será em São Paulo.