A classificação para as quartas de final da Libertadores, diante do Corinthians, parece ter sido suficiente para promover a efetivação de Rogério Lourenço como treinador do Flamengo. A presidente do clube carioca, Patricia Amorim, explicou na madrugada desta quinta-feira, no Pacaembu, que ainda precisa conversar com o interino sobre o assunto, mas adiantou que tudo “caminha para ele ser efetivado”.

“Ainda vou conversar com ele. Mas estou bastante segura com o Rogério, com a aceitação que ele teve no grupo”, afirmou Patricia Amorim, adiantando que o técnico interino vai mesmo ser efetivado. “Rogério é o meu treinador.”

Os jogadores apoiam a ideia de efetivar Rogério Lourenço, que assumiu o cargo na semana passada, antes do primeiro jogo contra o Corinthians, quando Andrade foi demitido. “Para a gente, ele já é o treinador. A gente vai com ele até o final”, avisou o lateral Leonardo Moura.

Enquanto isso, Rogério Lourenço garantiu estar tranquilo com seu futuro. “Deixo a cargo da diretoria”, avisou o treinador, dizendo que tem o sentimento de “dever cumprido”. Além disso, ele agradeceu o apoio que recebeu da presidente Patricia Amorim e do restante da diretoria.