Valquir Aureliano
Edenílson, com 5 gols, é o artilheiro do Roma Apucarana na Série C do Brasileiro.

O Roma Apucarana terminou como queria a 1.ª fase da Série C do Brasileiro. O time do técnico Lorival Santos venceu por 2 a 1, a Chapecoense, em Chapecó (SC). Com esse resultado, o time de Apucarana  permaneceu na liderança isolada do Grupo 15, ficando com 14 pontos ganhos. O Roma é o único dos três paranaense que se classificou para a próxima fase. Paranavaí e Adap Galo decepcionaram e foram eliminados.

Os gols do Roma foram marcados todos no 1.º tempo, com João Renato e Juliano. Para o time catarinense, marcou Rodrigo Hote no início do 2.º tempo. O outro classificado do grupo foi a Ulbra, de Canoas (RS), que empatou em 1 a 1, com o Paranavaí. Édson fez o gol, de pênalti, do time paranaense, enquanto Valdir empatou para os gaúchos.

Na próxima fase o Roma Apucarana estará no Grupo 23, ao lado do Bragantino-SP, Democrata-MG e Esportivo-RS.

No Grupo 16, o Adap Galo reagiu muito tarde na competição. Ontem a equipe de Maringá goleou, por 4 a 1, o Esportivo-RS. Mesmo assim o resultado não ajudou muito, pois o time gaúcho, com 9 pontos ganhos, já tinha garantindo a sua vaga. O Adap terminou com 8 pontos. A líderança do grupo ficou com o Joinville-SC, que empatou em 0 a 0, com o Caxias-RS.

Confira nesta página como terminou a 1.ª fase, e a formação dos novos grupos da Terceirona do Brasileiro. Os critérios de classificação seguem os mesmos: classificam os dois primeiros da cada grupo.

Guarani leva vaga no sufoco

Dos seis times paulistas que iniciaram a Série C do Campeonato Brasileiro, três avançaram para a próxima fase, no encerramento da 6.ª rodada da fase inicial. O Bragantino, que já tinha garantindo a classificação, confirmou a liderança do Grupo 13, ao vencer o Cene-MS, em Bragança Paulista, por 2 a 0, enquanto Guarani e Rio Claro, que estão no mesmo grupo na próxima fase, conquistaram as vagas no sufoco.

Em Campinas, só a vitória interessava ao Guarani e ela veio apenas aos 44 minutos do 2.º tempo, quando Talles desempatou a partida contra o Jaguaré-ES, fazendo 2 a 1. Antes, Cris abriu o placar na primeira etapa para os donos da casa e Pardal empatou para os visitantes, aos 36 minutos do segundo tempo. A vitória levou o time campineiro aos 10 pontos, na segunda colocação do Grupo 11. A liderança ficou com o América-RJ, que perdeu para o Tupi-MG, por 1 a 0. Os cariocas também ficaram com 10 pontos, mas levaram vantagem no saldo de gols (3 contra 1). O Guarani já foi campeão brasileiro da Série A, em 1978.

Para o Rio Claro, o gol da classificação veio aos 46 minutos do 1.º tempo, com Dinei, de cabeça. O time paulista venceu o então líder Volta Redonda-RJ, por 1 a 0, e chegou aos 9 pontos, na liderança do Grupo 12.

O time carioca ficou com a 2.ª colocação, com oito pontos. A decepção da chave foi o Noroeste que, após estar vencendo por 2 a 0 no 1.º tempo, cedeu o empate ao Friburguense-RJ e ficou com a lanterna, com seis pontos. O time carioca, com sete pontos também ficou de fora. Guarani e Rio Claro estarão agora no Grupo 22 ao lado de dois times goianos: o Vila Nova e o Crac.

No Grupo 14, o Juventus até empatou fora de casa com o Democrata de Governador Valadares, por 0 a 0, mas não contava com a vitória do Villa Nova-MG na casa do Madureira-RJ. De virada, os mineiros fizeram 2 a 1 e ficaram com a 1.ª posição do Grupo 14, com nove pontos, mesma pontuação do Democrata, segundo colocado no saldo de gols (6 a -3). Com um ponto a menos, o Juventus ficou em terceiro.

Pelo mesmo grupo do Bragantino, o Sertãozinho encerrou sua fraca campanha com uma derrota para o Águia Negra-MS, fora de casa, por 3 a 2, resultado que classificou os donos da casa para a próxima fase pelo número de gols marcados. Águia e Cene terminaram com oito pontos, mesmo saldo de gols (-1). Mas o primeiro, campeão estadual da temporada, marcou sete gols, contra seis do rival. O Sertãozinho terminou em último, com apenas quatro pontos.