O campeonato paranaense está distante de seu início (janeiro), mas próximo dos planos do Roma. O ponto de partida do time de Apucarana é encontrar um bom montador de time. E este, acredita o presidente do clube João Wilson Antonini, é Clodoaldo Tavares Santana, ou apenas Clodoaldo, volante da seleção brasileira no tricampeonato mundial de 1970, no México.

“Sou muito amigo do Kiko (apelido do presidente) e não descarto trabalhar em Apucarana, mas não há nada de concreto, por enquanto”, disse Clodoaldo. O presidente do Roma afirmou que Clodoaldo viria trazendo o técnico Joãozinho, zagueiro do Santos nos anos 70, para ser o treinador, a partir de outubro.

Há dois meses, o Roma está sem o que fazer nos gramados. No profissional, não houve interesse em disputar a seletiva da série C do campeonato brasileiro. Temia-se prejuízos financeiros e o time foi desfeito após a desclassificação na primeira fase do paranaense, em fevereiro.

Outro torneio em que igualmente não houve vida longa foi o estadual juvenil, do qual também não passou da primeira etapa. Neste caso, o Roma contrariou sua tradição. Seu maior feito até aqui é um título de categoria de base, a Taça São Paulo de Juniores de 2001, ganha quando o clube ainda era sediado em Barueri (SP).