Um dos maiores críticos de Mano Menezes, o ex-atacante Romário publicou no Facebook, hoje, um texto em que festeja a demissão do treinador da seleção brasileira.
Ele defendeu o retorno de Luiz Felipe Scolari, que foi desafeto do ex-jogador por não convocá-lo para a Copa-2002.

O deputado federal chamou de incompetentes os integrantes da diretoria da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e afirmou que tinha convicção da queda do técnico.
Romário ainda sugeriu para o cargo de diretor de seleções, em caso de saída de Andres Sanchez, o ex-meia Raí, seu companheiro na campanha do quarto título mundial do Brasil, em 1994.

“Galera, hoje é um dia histórico em que o Brasil tem que soltar fogos, fazer festa. Até que enfim esses incompetentes da diretoria da CBF fizeram alguma coisa boa pelo futebol brasileiro. Isso eu tinha certeza que iria acontecer, infelizmente demorou, mas saiu. Em relação ao Mano, já vai tarde. Na minha opinião, o treinador tem que ser o Felipão e o diretor de seleções, se o Andres Sanchez sair, pra mim, o ideal seria o Raí”, escreveu Romário em sua página na rede social.