Rio de Janeiro – O “incômodo” no músculo posterior da coxa esquerda sentido pelo artilheiro Romário, durante a difícil vitória do Fluminense sobre o Figeirense, por 4 a 3, domingo, pelo Campeonato Brasileiro, não é um problema.

O atacante não foi ao clube ontem, como acontece no dia seguinte aos jogos do time, mas fez um treinamento físico com o fisioterapeuta Fábio Marcelo, no Recreio dos Bandeirantes. Aparentemente, a lesão não é grave.

Depois de marcar seu 100º gol em Brasileiros, o quarto da vitória tricolor, o próximo objetivo de Romário passa a ser o de superar o ex-jogador Dadá Maravilha, que ocupa a quinta posição na lista de maiores artilheiros da competição, com 113 gols. Os demais recordistas são Roberto Dinamite, que lidera com 190 gols, seguido por Zico, 135, Túlio, 127 e Serginho Chulapa, 125.

O ambiente ontem nas Laranjeiras foi descontraído por causa do aniversário de 40 anos do técnico Renato Gaúcho. O treinador não quis comemorar e saiu apressado do clube. “A hora é a de festejar com a minha filha (Carolina, de 8 anos), porque não a vejo há uma semana”, disse Gaúcho.

Reforço

O goleiro Kléber foi apresentado ontem como novo reforço do Fluminense. O jogador, de 32 anos, estava desde junho sem clube, quando terminou seu contrato com o Botafogo.

Kléber foi revelado pelo Goiás e já atuou pelo Atlético-MG. Com o novo reforço, o Fluminense passa a ter cinco goleiros disputando a posição de titular. Além de Kléber, o time conta com Murilo, Fernando Henrique, Nei e Flávio.