Rio de Janeiro (AE) – Após uma semana tentando viver como uma pessoa simples e fugindo do assédio dos jornalistas, o artilheiro Ronaldo, da Internazionale, de Milão, voltou à rotina de compromissos profissionais e inaugurou ontem à noite uma universidade, em Jacarepaguá, na zona Oeste. O campus R9 vai abrigar um dos mais modernos centros de ensino fisioterápico do mundo e é uma parceria entre o jogador, seu fisioterapeuta particular, Nilton Petrone, o Filé, e a Universidade Estácio de Sá.

Junto com os cursos de graduação, um trabalho paralelo com a comunidade vai ser desenvolvido. A intenção é a de que sejam oferecidos, principalmente, às crianças que vivem nas ruas um atendimento médico e assistência social.

A idéia da universidade surgiu durante a recuperação de Ronaldo das duas cirurgias realizadas no joelho direito. Com Filé, o artilheiro passou cerca de um ano e meio se recuperando no Brasil e usando as dependências da clínica do fisioterapeuta. Além do curso de fisioterapia, a intituição vai oferecer graduações em Educação Física, Enfermagem e Psicologia. Também será ministrado dois cursos técnicos de especialização: Gestão de Negócios no Esporte e Gestão Hospitalar.

O campus R9 é um dos mais modernos do mundo: são 15.000 metros quadrados de área construída, seis andares, 18 laboratórios de saúde, 40 salas de aulas, auditório com capacidade para 110 pessoas e três piscinas, sendo uma semi-olímpica. A clínica fisioterápica de 3.000 metros quadrados possui um completo centro de reabilitação que abrange todos os seus ramos.