O piloto italiano Valentino Rossi afirmou nesta quarta-feira que deverá voltar a competir na MotoGP na etapa da Alemanha, que será disputada neste domingo, no circuito de Sachsenring, apenas seis semanas depois de sofrer uma fratura na tíbia direita.

“Estou muito feliz com o fato de os meus médicos acharem que poderei pilotar neste final de semana. Amanhã (quinta-feira), verei o médico do circuito e tomaremos a decisão final. Sinto falta de pilotar e da minha equipe e quero tentar voltar. Estou cansado de ficar em casa”, afirmou Rossi.

O piloto de 31 anos, da equipe Yamaha, ficou de fora de por quatro provas da MotoGP, após passar por uma cirurgia na perna por conta da fratura, ocorrida em uma queda na etapa de Mugello. Caso não tenha condições de voltar a competir, o italiano deverá ser novamente substituído por Wataru Yoshikawa.

O gerente da equipe de Valentino Rossi, Davide Brivio, também espera pela volta do piloto. “Valentino fez um grande esforço para estar pronto para correr em Sachsenring neste final de semana. Esperamos que, após cerca de duas corridas, ele esteja apto para ser competitivo e em seu auge novamente”, declarou.